<iframe src="https://www.googletagmanager.com/ns.html?id=GTM-PBG4WG" height="0" width="0" style="display:none;visibility:hidden">
Stibo Systems - The Master Data Management Company
Stibo Systems - The Master Data Management Company

Como surfar as tendências da indústria farmacêutica pós-pandemia

12/11/21 13:41
| 13 minutos de leitura

É inegável que o setor farmacêutico é um dos mais promissores e de maior crescimento na indústria de varejo.

Apenas em 2016 a indústria farmacêutica já faturava R$ 85 bilhões. E esse número se multiplicou rapidamente ao longo dos anos, uma vez que as farmácias faturaram R$ 120 bilhões em 2019 e mais de R$ 139 bilhões em 2020.

Ademais, estima-se que em 2018 foram gastos mais de $ 1 trilhão em medicamentos ao redor do mundo.

Esses dados mostram como o varejo farmacêutico está ganhando cada vez mais tração. Inclusive, o mercado farmacêutico brasileiro está despontando para entrar no ranking das 5 maiores indústrias farmacêuticas do mundo.

tendências da indústria farmacêutica pós-pandemia

 

As mudanças na indústria farmacêutica durante a pandemia:

Assim como todas as demais indústrias e negócios, o setor farmacêutico foi afetado pela pandemia e precisou se reinventar.

Embora as farmácias tenham sido consideradas como serviços essenciais durante os períodos de isolamento, os hábitos de consumo e compra de medicamentos ainda assim sofreram alterações.

Primeiramente, vale mencionar que houve um forte investimento em digitalização, principalmente pelo fato de que muitas pessoas optaram por ficar em casa.

Em segundo lugar, a questão da tecnologia também vem ganhando grande espaço. A adoção de tecnologias permitiu que empresas do setor farmacêutico pudessem ganhar tempo e eficiência em suas operações.

Ademais, vale também mencionar o fato de que, com a evolução dos meios de pagamento, a forma de checkout também passou por transformações na indústria farmacêutica.

 

As principais tendências da indústria farmacêutica num mundo pós-pandemia:

Existem algumas notáveis tendências que estão moldando o cenário da indústria farmacêutica em 2021.

Vamos falar aqui de algumas das principais tendências para farmácias:

 

1) Digitalização – Farmácia digital

A pandemia fez com que todos os negócios precisassem se reinventar de alguma forma.
E muito disso se deve ao fato de que os hábitos de compra dos consumidores mudaram.

Portanto, a jornada mudou e os negócios precisaram acompanhar essa mudança para não ficar para trás. Hoje, além de ter lojas físicas, uma farmácia precisa ser digital.

No caso da indústria farmacêutica, não era comum antes de 2020 as pessoas comprarem medicamentos online.

Ou seja, a digitalização veio como uma necessidade crucial da noite para o dia, embora já víssemos um grande crescimento do varejo farmacêutico em 2019.

Isso, por sua vez, fomentou a adoção de marketplace especializado em farmácias. Inclusive, se você quer entender como a adoção do marketplace transformou a indústria varejista pós pandemia, clique aqui para ler o relatório que elaboramos com nossos parceiros da Driven, falando das oportunidades nesse segmento.

Ademais, a adoção dos canais mobile foi também um ponto fundamental para se adequar às novas formas de consumo das pessoas. Em particular as vendas por Whatsapp cresceram bastante.

Ademais, a agilidade de entrega e conveniência na experiência do consumidor colaboraram para o sucesso desse novo canal.

 

2) Melhor experiência do cliente

Sabe-se que ninguém gosta de pegar fila, principalmente em tempos de pandemia.
Portanto uma tendência que vem despontando como muito importante é a tendência de melhorar a experiência do cliente.

Em conjunto com a digitalização, o aumento das frentes digitais por meio de diversos canais permite unificar a experiência do cliente.

Chamamos isso de uma estratégia omnichannel, onde o cliente está no centro do ecossistema, interagindo com a merca via diversos canais online e off-line.

Esses canais são por exemplo chatbots ou chat em tempo real, whatsapp, e-commerce, entre outros.

Pense na sua própria experiência e como você também está buscando cada vez mais ter boas experiências quando faz suas compras.

 

3) Direct-to-consumer (D2C)

O modelo Direct-to-consumer, ou D2C, vem ganhando tração desde antes da pandemia, mas começou a se intensificar depois dela.

Basicamente, esse modelo de negócios permite que indústrias, importadoras, ou até mesmo distribuidores vendam mercadorias diretamente ao consumidor final.

Isso ocorre sem intermediários.

E no caso da indústria farmacêutica, esse tipo de modelo está permitindo que farmácias pequenas e independentes participem mais ativamente do crescimento das vendas da indústria farmacêutica.

Ou seja, uma pequena farmácia permite que distribuidores usem seu espaço para colocar os medicamentos, e a farmácia ganha uma comissão por cada compra que é feita.

 

As principais tendências da indústria farmacêutica num mundo pós-pandemia

 

Como essas tendências impactam a realidade da indústria farmacêutica?

Essas tendências ditam como deverá ser a realidade da indústria farmacêutica daqui para frente.

É claro que novas tendências sempre surgirão, mas essas 3 foram as principais mudanças de paradigma em 2020.

E o foco tem sido em garantir a melhor experiência possível para o consumidor. No entanto, isso é bastante desafiador pois existem diversas marcas competindo pela mesma atenção do shopper.

E num mundo de constante informação, a atenção do shopper é um recurso bastante escasso.

Portanto, é aqui que a estratégia omnichannel se torna importante. Afinal, você precisa sempre envolver o cliente e gerar boas sensações cada vez que ele interage com a sua empresa via um canal diferente.

Ou seja, cada vez mais veremos farmácias criando novas formas de proporcionar uma experiência agradável para a melhorar a jornada de compra do consumidor.

Assim como no final dos anos 2000 as empresas de celulares começaram a competir para ver quem lançava um smartphone mais completo, as farmácias irão competir para ver quem oferece a melhor experiência e atendimento ao cliente.

E num cenário primordialmente virtual, esse desafio é muito mais complicado. Afinal, todas essas interações que o cliente cria com a sua marca em diversos canais, geram dados.

E esses dados muitas vezes estão armazenados em locais diferentes, e não se conversam. Isso pode parecer inofensivo, mas na realidade é bastante arriscado. Afinal, você pode ter informações desatualizadas, duplicadas, erradas, entre outras coisas.

Portanto, hoje você não pode se dar ao luxo do seu negócio não entender os dados que armazena.

 


Uma estratégia de gerenciamento de dados vai potencializar a indústria farmacêutica:

Pense na sua farmácia ou na sua empresa farmacêutica.

O que você mais tem são produtos. Certo? Errado. O que você mais tem são dados.

Sim, você tem dezenas, centenas, e até mesmo milhares de dados. Dados de produtos, dados de consumidores, diversos dados. E se sua empresa não souber fazer um bom gerenciamento desses dados tão importantes, vira uma confusão.

E como já falamos, se a sua farmácia quer se manter competitiva nesse novo mundo, precisará de uma abordagem adequada com relação aos dados de produtos para garantir cada vez mais uma boa experiência do cliente.

Afinal, hoje em dia num mundo de marketplace e canais digitais, os clientes desejam um atendimento virtual que seja tão bom e detalhado quanto um atendimento presencial. Isso requer muitas vezes o dobro de comprometimento, pois ficou duas vezes mais difícil reter o cliente.

Portanto, o que os shoppers mais buscam quando compram online é obter o máximo de informações e detalhes possíveis sobre o produto (sua composição, como foi fabricado, contraindicações etc.).

Porém, a única forma de fazer isso é garantir que os dados estejam sempre atualizados e que sejam confiáveis.

Mas, o que isso quer dizer? Quer dizer que você precisa garantir que sempre exista apenas uma versão dos dados e que essa versão seja sempre correta.

E para fazer isso, você precisa de uma estratégia de gerenciamento de dados mestre. Em inglês, esse tipo de solução se chama Master Data Management (MDM).

É importante ressaltar que uma estratégia de Master Data Management pode servir tanto para produtos, quanto para fornecedores, quanto para clientes. Ou seja, é uma solução multidomínio, e cada negócio tem uma necessidade diferente.

Vamos focar aqui numa estratégia de gerenciamento de dados de produto (MDM de produto).

 

Por que sua farmácia precisa de uma solução de Master Data Management de produto?

Como já dissemos lá em cima, na sua farmácia o que você mais tem são produtos e dados de produtos.

Portanto, uma estratégia de gerenciamento de dados de produto vai permitir que você tenha um armazém para todos os dados de seus produtos.

Ou seja, uma solução de MDM de produto garantirá que você tenha sempre uma versão única dos dados e que eles estejam sempre atualizados.

Dessa forma, você poderá gerenciar e compartilhar informações precisas, consistentes e atualizadas dos seus produtos em todos os canais pelos quais os shoppers interagem com a sua marca.

E isso será um ponto chave para a sua empresa se destacar e criar lealdade nos clientes.

Ademais, com uma solução de Master Data Management de produto você poderá aumentar a receita do seu negócio, ter mais velocidade e agilidade, aumentar a eficiência operacional, fomentar inovação e garantir sempre a qualidade da informação que é transmitida.

 

Como adquirir uma solução de gerenciamento de dados de produto (MDM de produto) ?

Se a sua empresa quer se destacar no varejo com uma boa estratégia omnichannel, então você precisa de uma solução de gerenciamento de dados que esteja pronta para lidar com todos os desafios da sua empresa.

E é aí que a Stibo Systems pode ajudar a sua empresa.

A Stibo é uma empresa de mais de 200 anos com sede na Dinamarca, e cujo compromisso com seus clientes é de longo prazo.

A Stibo Systems é líder mundial no segmento de Master Data Management (gerenciamento de dados mestre) multidomínio e já ajudou diversas empresas a transformarem seus negócios com a sua solução única e exclusivamente focada no segmento de MDM.


E como a Stibo faz isso? Bem, a nossa solução Master Data Management multidomínio permite que as organizações reúnam seus ativos de dados mais valiosos de
vários sistemas e domínios, e os distribua a todos os usuários, permitindo a entrega de transparência de dados.
E com isso, fornecendo uma versão única e confiável das informações em toda a empresa e em todo o ecossistema.

Para saber mais sobre como a Stibo Systems ajuda empresas do setor, clique aqui para assistir ao evento gratuito que fizemos com as maiores empresas de varejo farmacêutico do Brasil, o evento Farmácia 4.0 – Tendências e oportunidades na nova era digital.

 


Alexandre Abdoun

Gerente de Marketing da Stibo Systems Brasil. Como um profissional de marketing experiente, Alexandre gosta de explorar oportunidades de negócios e entender como a mudança no comportamento do consumidor molda a nova forma em que empresas se comunicam com seu público.



← Post anterior

SIGA O BLOG

Adicione o seu email para seguir o blog e receber notificações de atualizações por email.

CATEGORIAS